terça-feira, 4 de agosto de 2015

BRT modifica estações para evitar calote

30/07/2015 - O Dia

Além da medida, policiais do Proeis atuam para combater pessoas que se arriscam para entrar no transporte sem pagar

RIO - O Consórcio BRT adaptou duas estações para evitar que pessoas tentem entrar de graça nos ônibus. Além de cometer fraude, esses usuários colocam em risco a própria vida, porque se arriscam nas pistas exclusivas de ônibus e se penduram na extremidade das platafaformas, pelo lado de fora das portas de embarque e desembarque das estações.



BRT modifica estações para evitar calotes
Foto:  Divulgação~BRT

As modificações estruturais foram feitas nas estações de Curicica, do corredor Transcarioca, e Curral Falso, do Transoeste. Os degraus localizados nas pontas das plataformas, que serviam de acesso para as pessoas que invadiam a estação, foram eliminados. Além disso, foram colocadas placas de metal nas extremidades e nas portas de embarque e desembarque de usuários.

No dia 28, um passageiro que realizava o embarque irregular pelas portas de vidro foi atingido pelo retrovisor de um ônibus na estação do Mato Alto. Segundo o consórcio, além da medida anticalote, policiais do Proeis, que são pagos para trabalhar nos dias de folga no sistema BRT,  têm atuado para evitar as evasões. Quem for pego viajando no transporte público sem pagar passagem pode pegar de 15 dias a dois meses de prisão e pagar multa, conforme artigo 176, do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário