sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Governo do Pará publica novo edital para obras do BRT Metropolitano

17/08/2017 - G1

Empresa vencedora irá executar as obras da reestruturação da BR- 316 e da infraestrutura do BRT na região metropolitana de Belém.

Por G1 PA, Belém

Governo do Estado passou a administrar os primeiros 16 km da BR-316, que vai do Entroncamento a Benevides. (Foto: Reprodução/TV Liberal)
Governo do Estado passou a administrar os primeiros 16 km da BR-316, que vai do Entroncamento a Benevides. (Foto: Reprodução/TV Liberal)

O Governo do Pará publicou no Diário Oficial do Estado o novo edital de licitação pública internacional para contratação de empresa, ou consórcio de empresas, que irá executar as obras da reestruturação da BR- 316 e da infraestrutura do BRT (Bus Rapid Transit) Metropolitano, obras que fazem parte do projeto de mobilidade urbana Ação Metrópole.

De acordo com o edital, publicado na quarta-feira (16), as obras incluem: duas pistas, com quatro faixas em cada uma delas (uma exclusiva para o BRT). Está prevista ainda uma nova iluminação de LED, nova drenagem, pavimentação, calçadas arborizadas, ciclovias bidirecionais nas duas extremidades, 13 passarelas para travessia de pedestres, paisagismo, 26 estações, dois terminais de integração, sendo um em Ananindeua e outro em Marituba, e um viaduto de quatro pétalas, em Ananindeua.

O Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) publicou em 29 de novembro de 2016 o edital para o qual se apresentou apenas uma proponente e, que teve sua proposta considerada inadequada. Por isso, a licitação foi encerrada.

Diante do ocorrido, foram efetuadas algumas alterações no edital e encaminhado à Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), financiadora do projeto, para apreciação e aprovação. Com a aprovação da agência, formalizada no último dia 11, o governo deu prosseguimento ao processo licitatório e publicar o edital da abertura da nova licitação.

As obras fazem parte do programa Ação Metrópole, que tem o objetivo de melhorar a mobilidade urbana e buscar solução para o transporte público e circulação geral. O projeto inclui a melhoria no sistema de transporte no trecho entre o Entroncamento e o município de Marituba; a construção de alternativas viárias à rodovia BR-316, como o prolongamento das avenidas João Paulo II e Independência; e a adequação de vias que integram a rede de transporte coletivo.

O projeto Ação Metrópole representa um investimento na ordem de R$530 milhões e faz parte de um sistema que foi pensado para trabalhar integrado com outros projetos executados pelo governo do Estado, como a avenida Independência (orçada em R$120 milhões), já concluída; a duplicação da avenida Perimetral (R$ 77 milhões), executada e entregue e o prolongamento da avenida João Paulo II (R$ 300 milhões), que está em fase final, com previsão de entrega para dezembro de 2017.

Integração

O BRT Metropolitano também faz parte do projeto de reconstrução da BR-316 e vai integrar a Região Metropolitana de Belém, sendo que primeiramente, Belém, Ananindeua e Marituba e, posteriormente, também o município de Benevides. O novo sistema de transporte urbano reduzirá em cerca de 50% o tempo de viagem do destino ao centro de Belém e vice-versa.

O ponto inicial do BRT será o Terminal Marituba, localizado no km 10,7 da Rodovia BR-316, próximo à Alça Viária, e permitirá a integração das linhas alimentadoras que vêm de Marituba. O terminal será composto por duas plataformas, sendo uma para as linhas troncais e outra para as linhas alimentadoras, área de expansão e de estocagem, praça e estacionamento para motos, veículos e bicicletas, possibilitando a integração desses usuários.

Já em Ananindeua, o terminal ficará no km 6,5 da Rodovia BR-316, em frente à sede Campestre da AABB. Será o principal ponto de integração das linhas alimentadoras de Ananindeua ao BRT. Esse terminal contará com acessos através de passagens subterrâneas para as linhas troncais, três plataformas para as linhas troncais e alimentadoras, área de expansão e de estocagem, estacionamento para motos, veículos e bicicletas, acesso à internet sem fio (Wi-Fi), praça e outra unidade da “Estação Cidadania”.

O Terminal de Ananindeua se configura como o maior e mais importante do BRT Metropolitano, uma vez que possibilitará a conexão deste aos conjuntos Cidade Nova e seu entorno, através da Rua Ananin, que está sendo executada pela prefeitura de Ananindeua, e de um viaduto que facilitará a ligação entre as áreas ao sul da BR, como conjunto Julia Seffer e Aurá à Cidade Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário